Acompanhe ao vivo a sua rádio

De olho nos olhos deles - 19.12.2017

Algumas raças de cães são mais propensos a certas enfermidades oculares.

O husky siberiano chama atenção pela beleza dos pelos e também dos olhos. No entanto, os donos devem sempre levá-los ao veterinário para verificar se a saúde ocular vai bem, já que estes cães podem desenvolver distrofia corneana, atrofia progressiva da retina e catarata juvenil. Se notar diferenças nos olhos do seu pet, leve-o para uma consulta o mais rápido possível!

A raça poodle é outra que também acumula casos de glaucoma. O problema é o resultado do acúmulo de líquidos no globo ocular e pode provocar dor, sensação de pressão e, em alguns casos mais graves, pode levar à cegueira. Se descoberto nos primeiros estágios, o glaucoma dos poodles pode ser tratado com medicamentos.

Os cães da raça collie podem sofrer com a chamada anomalia do olho do collie, também conhecida pela sigla CEA, em referência ao nome da doença em inglês. Trata-se de uma mutação que atinge a retina, a córnea e a esclerótica, variando de casos leves com poucos sintomas até casos de cegueira. O problema é genético e, por enquanto, não tem cura.

Entre todos os cachorros, o pastor alemão é o mais que tem mais chance de desenvolver a ceratite superficial crônica, também conhecida como pannus oftalmológico. A doença inflamatória provoca manchas avermelhadas nos olhos e, se não for tratada, pode levar à cegueira. Pesquisadores acreditam que o problema tem origem autoimune e que um dos fatores de risco é a exposição excessiva aos raios ultravioleta.

(msn.com)

 

 

Contatos

Telefone: 41 3086.0957

Email: ouvinte@95fmcuritiba.com.br

Redes sociais